Os poemas, estendidos numa vasta corda no Pátio Principal da nossa Escola, estiveram disponíveis aos olhos de quem os quisesse ler, pegar, tocar e até mesmo ler em voz alta num grande trono vermelho. O público-alvo desta iniciativa foram os alunos do segundo e terceiro ciclos, que, no horário das aulas de Língua Portuguesa, saíram das respetivas salas e foram ler, escrever e interpretaram a Língua Portuguesa a partir da poesia de vozes de Moçambique, Guiné, Cabo Verde, Portugal, Timor, São Tomé e Príncipe e Angola, a que se seguiram momentos de reflexão escrita sobre a própria língua. Como moldura de enquadramento destas atividades de expressão oral e escrita, projectou-se o documentário "Vidas em Português". As bandeiras dos países da CPLP vestiram as colunas e, nas paredes, estiveram em exposição painéis que evocam a multiculturalidade e riqueza da CPLP.

Transcrevemos alguns pensamentos expressos pelos alunos que participaram nesta festa da Língua Portuguesa:

Minha querida língua materna, levo-a para todo o lado, ela viaja comigo, vive os meus momentos, protege-me às vezes... Inês Santos (5.º A)

As palavras formam as frases, as frases constituem os parágrafos, os parágrafos os textos. Os textos podem ser poemas, poemas com rimas. Bonitos são os poemas, em várias línguas podem ser escritos: francês, chinês, japonês...mas ficam mais belos quando são escritos em Português. Vasco (5.º A)

Língua Portuguesa nossa mãe, nosso amor...Uniu vários países e várias pessoas, como nós nos unimos a ela José Silva, Ciro Pinto e Yoren (7.º C)

A nossa língua é a nossa vida... Laura (5.º D)

A língua é a comunicação que se pode transformar numa canção Nicole Fernandes (5.º D)

Uma letra faz uma palavra
Uma palavra faz uma frase
Uma frase faz um poema
Um poema faz um escritor
Guilherme Figueiredo e Aaninah Rassid (6.º B)

Latim, minha mãe,
Foi de ti que eu vim
O amor que me deste foi suficiente
E de ti surgi
Melissa (8.º D)

Língua Portuguesa é o batimento do meu sistema cardíaco Mikhail (9.º C)

A língua portuguesa é uma língua muito antiga que constantemente se renova. É falada por muitos povos de muitos países. Alguns, por a amarem tanto, fizeram dela a sua língua oficial. É uma das línguas mais faladas do mundo. É, por vezes, falada rudemente e sem cuidado. Mas é a língua dos amores, da tristeza e da melancolia. Mesmo não a conhecendo, esta embala-me e faz de mim uma nova pessoa. Lola Temporman (8.º A)

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo