O espetáculo teve como pivôs os alunos Miguel Ângelo, do 10.º C e Jéssica Magaia, do 10.ªA1, que imprimiram humor e ritmo à sequência de atividades. A cerimónia abriu ao som da música "Os meninos à volta da fogueira", interpretada pelos alunos Mariza Galrito e Diogo Pimenta, do 10.º B, e Carolina Quaresma, do 10.ºA1. Entretanto, a plateia (re) conheceu, a partir de uma breve apresentação, alguns detalhes bibliográficos do autor João Paulo Borges Coelho.

Seguiu-se a apresentação de uma adaptação para teatro de um excerto da obra "As Visitas do Dr. Valdez", pelos alunos do 10.º A2, que mostraram empenho e um sério trabalho de interpretação da obra. Desta forma se contextualizou o que seria uma sessão de perguntas dos alunos ao autor, sobre a mesma obra. Face à pergunta "O Dr. Valdez existiu?" os alunos ficaram deslumbrados com o facto de todas as personagens terem existido, num certo sentido, na vida do escritor.
web cplp3
Quando chegou a vez da poesia de expressão portuguesa, iluminaram-se as bandeiras de Moçambique, Portugal e Angola, pelos poemas, Conselho e Meio Dia, de Sophia de Mello Breyner e Eugénio de Andrade, respetivamente, declamados pelos alunos Barbara Santos, Mariana Pratas, João Pedro e Augusto Simões, do 10.ºB. Rui Nogar, através do poema Xicuembo, foi evocado pelos alunos Fahim Latif e Bruno Faria, do 10.ºB. As alunas Jenisha Dipak e Raquel Gouveia interpretaram o poema Prelúdio.

Seguiu-se uma peça de teatro sobre a obra "Hinyambaan", apresentada por, praticamente, toda a turma do 10.º C, que mostrou grande espírito de união e vontade. Seguiu-se uma sessão de perguntas e debate sobre a obra. A turma 10º A1 apresentou, também, a dramatização de um excerto desta obra e arrancou poderosas gargalhadas do público, mostrando, com a interpretação do texto, grande sentido crítico e capacidade de improviso.

Para finalizar o espectáculo, de um dia que mostrou a importância da língua que todos partilhamos, agradeceu-se a presença de João Paulo Borges Coelho e despedimo-nos dele com o seu autógrafo na primeira página do livro.
web cplp5
O processo de produção do espetáculo procurou autonomizar os alunos em equipas de trabalho: o Yash Jahit e o Samuel Silva, do 10.º A2, produziram o cartaz de divulgação, enquanto a Luana Caravela e a Yara Sidat responsabilizaram-se pelo makeup, que deslumbrou o público. Todos os trabalhos foram incluídos como elementos de avaliação.
Grupo de alunos do 10.º ano
Para o ano há mais.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo