O grupo de tambores da EPC Polana Caniço “A” abrirá o espectáculo, às 08H30, criando o ambiente de festa propício para o encontro de culturas e mensagens, de distintas partes do Mundo. Trazer o livro para a rua, ou seja, abrir as portas das bibliotecas aos interessados para que a diversidade cultural disponha de mais espaço de expressão é a grande mensagem da Biblioteca Escolar José Craveirinha (BEJC) da EPM-CELP, que, desta forma, associa-se às comemorações do Dia da Biblioteca Escolar, anualmente assinalado pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), de Portugal.

O conto português será interpretado pelo grupo Maningue Teatro, dinamizado por Tânia Silva, do Departamento de Línguas, enquanto o francês será contado por Estela Pinheiro, do mesmo departamento. Caberá à aluna Mayla Santos, do 8.º D, representar a cultura brasileira e à sua colega de turma, Suheila Osman, ler o conto árabe. A lenda moçambicana está a cargo da EPC Polana Caniço “A”.

A actividade de rua terminará com uma exibição musical dos alunos do 5.º A, em resultado da participação do Grupo Disciplinar de Educação Musical nesta iniciativa da BEJC.Os alunos do Pré-Escolar e do 1.º Ciclo têm direito a espectáculo exclusivo, no dia seguinte, no Auditório Carlos Paredes, onde desfilarão novamente os contos dramatizados na véspera, na rua. De resto, está prevista a participação de elevado número de turmas dos restantes ciclos de escolaridade na actividade de rua, onde se espera que a mesma sensibilize e atraia os simples transeuntes.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo