web ead2 JPVCom a pandemia Covid-19 a entrar-nos pela porta dentro e a alterar o quotidiano de toda a Humanidade, os sistemas de ensino tiveram de reinventar-se na medida em que a Educação Formal não é uma opção, é uma urgência e, como tal não pode adiar-se.

Não se fez nada de novo. Mobilizaram-se todos os esforços e adaptou-se o ensino presencial à modalidade de ensino a distância com o objetivo de manter os alunos em atividade e em contacto com os conteúdos didáticos previstos nos respetivos programas. Nessa medida, há duas conclusões imediatas e óbvias. Nada substitui o ensino presencial, nem era suposto que o fizesse. O modelo da EPM está a ter adesão e sucesso do ponto de vista da participação dos alunos. Veremos, no futuro, como serão os resultados e as aprendizagens.

A EPM-CELP criou uma "Metodologia dda EPM-CELP para EAD" onde lança os fundamentos daquilo que deve ser a ação pedagógica e didática neste terceiro período. O modelo assenta numa ferramenta que permita a comunicação eficaz e frequente entre docentes, o Microsft Teams, e numa ferramenta de interação com os alunos, a Plataforma Moodle. Foi uma opção ponderada, de acordo com os princípios didáticos do EAD que, contudo, não exclui o uso de outras ferramentas e de sessões síncronas quando tal se revelar necessário.

Os conceitos-chave da aposta da EPM foram:
1. A construção de materiais e ambientes de aprendizagem de qualidade com forte aposta em conteúdos bem trabalhados e apresentados.
2. A utilização do regime assíncrono com apoio de fóruns, chat rooms e, pontualmente, de sessões síncronas.
3. A promoção da autonomia e responsabilização do aluno convertendo-o, pela investigação acompanhada, no construtor do seu saber.
4. A auto-avaliação como mecanismo base de avaliação complementada por momentos de heteroavaliação.

Tem sido um trabalho intensivo, de adaptação, de aprendizagem, de ensino, de muitas e desgastantes horas, com dias de 17, 18 e mais horas e semanas sem interregno com o propósito último de criar aprendizagens significativas nestes dias diferentes que vivemos.

Nenhum aluno da EPM deixou de ser aluno, nenhum professor deixou de ser professor, pelo contrário, todos reinventámos o nosso quotidiano e as nossas práticas com o intuito de continuarmos a fazer o melhor possível, nas atuais circunstâncias, aquilo que fazíamos antes num formato milenar.

Acreditamos que a pandemia nos forçou a descobertas que não vamos abandonar e, assim, vamos vencendo o medo e a Covid-19 e vamos aprendendo e ensinando certos de que em breve estaremos juntos de novo e poderemos retomar estes conteúdos e refrescá-los e reavaliá-los e seguir em frente com a certeza de nunca deixaremos de ser o que já éramos, embora nunca mais voltemos a ser os mesmos, afinal de contas, ensinar não é a distância nem em presença. É ensinar.

web joao.paulo.videira mai20João Paulo Videira
Coordenador pedagógico do 3.º ciclo
do ensino básico da EPM-CELP

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

Logo UPA

despesc

Topo