web literacia.silviaalves set18
Pela primeira vez em Moçambique, Sílvia Alves, autora do livro “A História de Um Chapéu e outros contos”, a ser lançado amanhã, no Jardim Tunduro (Maputo), juntou-se na manhã de hoje, na Biblioteca Escolar José Craveirinha, com alunos do terceiro ano do ensino básico e, à tarde, com professores do primeiro ciclo da Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) para, juntos, falarem da imaginação, da criatividade e da emoção enquanto técnicas que sustentam a literatura infantil. Uma iniciativa integrada no Mês da Literacia, promovida pelo projeto “Mabuko Ya Hina”.

A conversa da sessão matinal começou com a história de um livro guardado e ignorado por todos durante anos numa biblioteca pública. Segundo narrou Sílvia Alves, num belo dia um menino teve a curiosidade de o ler e quando abriu as suas páginas saíram borboletas que voaram pelo espaço com uma luz que as iluminava. E “esse é o poder dos livros. Transformar simples letras em palavras que dão vida aos animais, pessoas, plantas e todos os seres vivos. Nunca desperdicem um livro, uma boa leitura”, sensibilizou a escritora.

Sílvia Alves revelou ser apaixonada pelos livros, tendo, por isso, fundado a revista “A Bruxinha”, suplemento do semanário Região de Leiria, dedicado a vários assuntos, sobretudo histórias infantis. Desta ligação, que durou cerca de 12 anos, resultaram vários trabalhos, um deles a sua primeira história, “As Cores da Maria”, que agora faz parte dos contos do livro “A História de Um Chapéu e outros contos”.

À tarde, com os professores, a escritora partilhou a sua história de vida, como professora durante 12 anos e depois como mãe, situações que, segundo contou Sílvia Alves, influenciaram a sua preferência por contos pedagógicos, imaginários, que libertam.

Para além de “A História de Um Chapéu e outros contos”, que a EPM-CELP edita pela segunda vez, Sílvia Alves é autora dos livros “Coisas de Mãe”, “A Feiticeira do Bosque – Professor de Botânica” e a “A Fábrica do Tempo”. Escreveu livros sobre crianças para as revistas LER e Fada Morgana. Desde 2004, em Portugal, faz sessões de histórias e mediação de leitura na Pediatria do Hospital de Santo André, escolas e bibliotecas. Desde 2011 colabora, com Paulo Freixinho, no projeto “Sabe Mais que os Teus pais”, dinamizando palavras cruzadas a partir de histórias.

A estadia de Sílvia Alves em Moçambique deve-se a um esforço conjunto da EPM-CELP e do Camões – Centro Cultural Português de Maputo, visando a sua participação na Feira do Livro de Maputo bem como em iniciativas pedagógicas na nossa Escola em torno do livro, da leitura e da escrita.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo