web livro.pintos abr18
O lançamento do livro A Capoeira do Sete Pintos teve lugar na quarta-feira, dia 21 de março, na sede da Associação de Escritores Moçambicanos, em Maputo. Da autoria de Celso C. Cossa e ilustrado por Alberto Correia, é a obra mais recente do catálogo da Escola Portuguesa de Moçambique -Centro de Ensino e Língua Portuguesa, na área infantojuvenil.

O lançamento do terceiro livro de Celso C. Cossa coincidiu com o Dia Mundial da Poesia e iniciou-se com a encenação de uma peça de teatro por alguns alunos da Escola Primária Completa 12 de Outubro, orientados pelo professor e escritor Rogério Manjate.

Seguiu-se a leitura de um texto de Aurélio Furdela sobre o livro. “A busca da perfeição é algo intrínseco à vida de qualquer artista”, começou por dizer o apresentador do livro, Amosse Mucavele. “O autor busca aquilo que não se vê: o mistério e a paz interior”, continuou. Frisou, ainda, a simbologia do número sete enquanto número da perfeição, presente na história e em toda a obra deste autor, considerado por ele como uma referência da literatura infantojuvenil. Acrescentou, também, que a fábula presente na história pode ser interpretada como uma metáfora do que a quebra de valores pode trazer à sociedade.

Alberto Correia, ilustrador, destacou a importância da ilustração como complemento do texto, sobretudo na literatura para crianças e a diretora da EPM-CELP, Dina Trigo de Mira, falou da importância dos livros que nos levam a viajar e a refletir sobre aquilo que os escritores nos querem transmitir. Por fim, agradeceu às diversas entidades envolvidas na produção do livro e no evento.

O representante da AEMO congratulou-se pela possibilidade de lançar um livro infantil no espaço da Associação de Escritores e enalteceu o trabalho editorial realizado pela Escola Portuguesa de Moçambique- Centro de Ensino e Língua Portuguesa.

Sobre o livro
O livro dá continuidade ao conto A Galinha Costureira e o Milhafre Esfarrapado da obra 7 Estórias sobre quem come quem, do mesmo autor, cujo enredo leva um pai e o seu filho a viajarem por dentro de um sonho e a viverem umaweb capoeira.pintos aventura fantástica juntamente com Sete Pintos, uma Galinha Costureira, um Milhafre Esfaimado, uma Feiticeira Esfarrapada e uma Galinha Anciã.

Sobre o autor
Celso C. Cossa nasceu em Maputo e é membro da Associação de Escritores Moçambicanos. Licenciado pela Universidade Pedagógica, é autor de 7 Estórias Sobre a Origem de Quem Come Quem (Prémio Nacional 25 de Maio, PAWA, edição 2015), O Gil e a Bola Gira e Outros Poemas para Brincar (EPM-CELP, 2016), Dandiwa – a menina que ganhou uma bolsa de estudo (Menção Honrosa no Prémio Matilde Rosa Araújo, edição 2015) e O Sol e o Solzinho (Menção Honrosa no Prémio Matilde Rosa Araújo, edição 2016), estas duas ultimas não-publicadas. No prelo encontra-se o livro juvenil O Menino que odiava Números. Celso C. Cossa, autor com predileção pela escrita para crianças e jovens tem várias obras, ainda, por publicar.

Sobre o ilustrador
Alberto Correia nasceu em Maputo, em 1991 e é artista plástico, ilustrador e designer. Membro do Núcleo de Arte é fundador do Movimento Fashion Prints e criador da marca Adecoalfinearsand Design, movimento artístico que alia a artes plásticas ao design de moda. Professor de artes plásticas e artes visuais, a Capoeira dos Sete Pintos marca a sua estreia na ilustração.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo