A ação de formação versa o desenho de aulas como experiências concretas de aprendizagem, de modo a torná-las motivadoras e desafiadoras para o professor e, consequentemente, para os alunos. O desafio parte da resolução de problemas, implementando as experiências desenhadas, e, finalmente, concretizando uma avaliação que seja o reflexo de todo o processo de ensino-aprendizagem. Construir e reconstruir é o caminho que se propõe, acompanhando a experiência docente na preparação das aulas, no trabalho quotidiano na sala de aula e na avaliação.

A metodologia da ação de formação, que se prolongará até 17 de novembro, assentará numa base dialética no sentido em que a avaliação é ponto de partida para o desenhar de uma nova experiência a partir do que foi adquirido anteriormente pelos alunos.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo