Infelizmente a taxa de infeção pelo HIV ainda continua a ser elevada, principalmente nos países de baixa renda e na África subsariana - Moçambique apresenta cerca de 14% de prevalência -, originando muito sofrimento e mortes. Felizmente o tratamento antirretroviral (TARV) tornou possível controlar a doença e diminuir a mortalidade. O principal desafio da campanha de 2013 é o lançamento de novas orientações e de uma política de aconselhamento, testagem, tratamento e cuidados para os adolescentes que vivem com o HIV.

O Gabinete Médico da EPM-CELP, no âmbito das suas atividades do programa de prevenção de doenças infecciosas, promove, ao longo da corrente semana, várias ações. Entre estas sobressai a realização de testes de HIV para rastreio, com caráter voluntário, da nossa comunidade escolar. Assim, nos dias 3, 4 e 5, entre as 10 e 30 e as 13 horas, todos os interessados poderão fazer o teste junto dos profissionais do setor que, para o efeito, se deslocam à nossa Escola.

Dirigidos aos alunos dos nono e 10.º anos de escolaridade, estão a ser realizados inquéritos junto daquela população escolar para aferir o grau de conhecimentos e domínio de práticas relativos à prevenção do HIV-SIDA. Os resultados desta iniciativa serão apresentados pela Associação de Estudantes, que prestou a sua colaboração na aplicação dos inquéritos, no Auditório Carlos Paredes, na próxima quarta-feira, às 16 e 30, com lugar a debate entre os participantes. Afixação de cartazes alusivos ao combate à SIDA e projeção de apresentações multimédia, bem como decoração de espaços escolares, são outras atividades em curso na EPM-CELP, mercê da articulação de esforços entre o Gabinete Médico e os grupos disciplinares de Ciências Naturais e de Educação Visual.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo