web carnaval1 mar19
Petizes do pré-escolar, em cantos, batucadas e danças, e alunos do primeiro ciclo do ensino básico, em desfile dançado, coreografam histórias de Moçambique e de Portugal, animais em vias de extinção e temas livres num espetáculo intimista, artístico e fantasiado, com a plateia em aplausos, gritos e emoções. As exibições do Carnaval 2019, na manhã de hoje, na Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) inspiraram sonhos e divertidas aprendizagens.

O desfile do Carnaval que hoje fez marchar dezenas de crianças da educação pré-escolar pelos corredores e departamentos administrativos da EPM-CELP revelou sensibilidade às questões ambientais, com a exibição de chapéus carnavalescos feitos a partir de material reciclável, focando a importância da redução do uso de plásticos descartáveis. A celebração foi inspirada na “Escola Verde”, uma iniciativa da nossa Escola que visa ajudar as crianças a construírem um melhor entendimento com as questões ambientais, motivando-as a assumir atitudes e comportamentos sustentadores do meio ambiente.

De acordo com a coordenadora pedagógica do pré-escolar, Teresa Barata, o material usado para o desfile foi produzido numa oficina com participação de pais e encarregados de educação. “Todas as famílias estiveram envolvidas. A mensagem que se quer passar é sobre os cuidados que devemos ter com o ambiente, principalmente numa altura em que vivemos do descartável”, salientou a professora.

Na demonstração pública, o grupo de foliões partiu das instalações do pré-escolar, acedeu ao átrio central e, a partir daqui, visitou todos os departamentos da Escola. As turmas do terceiro ano do primeiro ciclo do ensino básico, a dançar ou a passo, “vestiram” trajes de acortdo com a criatividade e sensibilidade de cada aluno e as do quarto ano, ao mesmo ritmo, trajaram “Histórias de Moçambique e Portugal”, enquanto o primeiro ano adotou o tema "Animais em vias de extinção" e o segundo expressou-se livremente.

As celebrações de Carnaval da EPM-CELP tiveram, assim, fantasias mil: piratas, superheróis, zumbis, futebolistas, esqueletos, príncipes, princesas, bruxas, cantores, instrumentistas, anjos, noivos, estudantes, militares, cientistas, tradições africanas, fábulas, seres vivos e árvores, entre outros disfarces. No fim do desfile, tempo para um lanche partilhado em diversos lugares da Escola.

web carnaval19 02 web carnaval19 03
web carnaval19 05 web carnaval19 04
web carnaval19 01 web carnaval19 06
web carnaval2 mar19

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo