WEB escolaverde1 nov18
A Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) montou garrafões para depósitos de tampas e contentores para garrafas “pet”, instando, assim, alunos, professores e funcionários a separarem o lixo. Os pontos de recolha de plástico foram instalados em vários cantos da nossa Escola, num claro convite ao respeito pelo meio ambiente.

Depois de ter juntado cerca de 50 pessoas, entre alunos, professores, pais e encarregados de educação e dirigentes na maior ação mundial de limpeza, no passado dia 15 de setembro, a agenda da EPM-CELP, no campo da Educação para a Cidadania, passa pelo reforço da consciencialização do que é o consumo e seus efeitos, quais as melhores formas de tratar o lixo, como funciona a reciclagem e a importância da reutilização de resíduos, entre outros temas.

De acordo com Patrícia Cascais, membro do grupo dinamizador da “Escola Verde” e professora de Matemática, “Estamos Juntos por uma Escola Verde” é uma ação que pretende mobilizar toda a comunidade educativa para a reutilização do lixo, pois “todos nós temos a certeza de que faz parte da nossa responsabilidade, como cidadãos e como educadores, consciencializar os nossos alunos para uma atitude cívica e proactiva na sustentabilidade ambiental”, explicou a docente.

A iniciativa ajuda as crianças a construírem um melhor entendimento sobre as questões ambientais, motivando-as a assumir atitudes e comportamentos sustentáveis. Na primeira fase, o plástico recolhido será reutilizado para a dinamização de atividades na festa de comemoração do 19.º aniversário da EPM-CELP, no próximo dia 24 de novembro.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo