A Direção da EPM-CELP partilha o sofrimento e angústia das próprias vítimas, em primeiro lugar, e, em seguida, dos familiares mais próximos, amigos, colegas e conhecidos que vivem numa incerteza inquietante.

Os efeitos dos raptos e sequestros também se fazem sentir, naturalmente, no seio da nossa comunidade educativa. A par do reforço das medidas de segurança que já vinham sendo tomadas, temos tentado manter em equilíbrio as emoções individuais e coletivas que a situação tem provocado, não as negando, mas também não permitindo que elas passem a dominar o nosso ambiente.

A Direção da EPM-CELP mantém-se disponível para concertar esforços com todos os que, de uma ou de outra forma, se sintam afetados por esta situação, que a todos preocupa.
Maputo, 28 de outubro de 2013
A DIREÇÃO

Comentários   

+1 #4 Maria Ilídia Almeida 05-11-2013 01:15
Sim.Urge que sejam colocadas câmaras de vigilância e que se intensifique a mesma com Seguranças.A Escola e o seu exterior tem de ser um lugar seguro.
Citar
+1 #3 Escola Segura 01-11-2013 11:13
Joana Almeida,

Muito obrigada pela sugestão que nos deixa relativamete a uma maior presença de seguranças no Portão 2 na última hora de saída que, na realidade, acontece às 18h. Estamos mesmo numa fase de reestruturação e redistribuição de pessoal, pelo que será reforçada a presença de pessoas nesse portão em particular.

Gratos pela colaboração

Equipa Escola Segura
Citar
+2 #2 Joana Almeida 31-10-2013 08:54
Sugeria que se possível, a segurança que se encontra de manhã às 7.30 e também às 12.15h, se mantivesse até às 17h, pois depois do intervalo do almoço (14h) e ao final do dia, apenas se encontram os porteiros no portão 2, estando completamente deserta a zona do estacionamento de pais. Obrigada
Citar
+9 #1 Osvaldo Noronha 29-10-2013 09:52
Sugiro que se montem câmaras de vigilancia nos locais de entrada/saida, pontos de deixada e recolha de alunos etc.
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo