A base deste projeto, conforme explica Francisco Maximo, "começou com a possibilidade de um asteróide colidir com a terra e, neste contexto, a comunidade científica lembrou-se de colocar muitos olhos no céu a identificar asteróides". Na prática, alunos e professores farão a leitura de documentos e imagens, onde existe a hipótese de deteção e determinação, com um programa concebido para o efeito, de movimentos de asteróides dignos de relevo. A partir do estudo destas imagens obtidas por vários telescópios, espalhados pelo mundo, os olhos destes jovens cientistas poderão ser "sorteados" com um NEO (Near Earth Object): objetos cuja órbita é muito próxima do nosso planeta. Este programa internacional é concorrido mundialmente e tem tido muito sucesso nas comunidades escolares.

Segundo informação disponível no Portal do Astrónomo (www.portaldoastronomo.org/noticia.php), Patrick Miller, o coordenador internacional do projeto, após o sucesso das primeiras participações de Portugal, decidiu premiar os estudantes portugueses, promovendo, pelo menos uma vez ao ano, uma campanha dedicada exclusivamente às escolas portuguesas. Nasceram, assim, "All Portugal Asteroid Search Campaign".

A EPM-CELP embarca nesta aventura de olhar e ler o céu, que é, simultaneamente, uma forma de prevenção, uma prática ativa e coletiva da cultura científica dos alunos, implicando a promoção e mobilização de saberes culturais, sociais, científicos e tecnológicos.

Boa sorte aos nossos cientistas.


Comentários   

0 #1 João André Carolino 12-04-2012 10:26
Atenção, este ano a NASA nada tem a ver com este projecto!

"..programa da National Aeronautics and Space Administration (NASA)." ISTO É FALSO!!!
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo