web luisa.quaresma1
O gostares de surpreender tudo e todos, a cada passo que davas, nunca te deu o direito de ires embora sem aviso prévio e para sempre. É que nunca nos deixaste, mesmo quando foste para outras paragens, mas desta vez abusaste na surpresa: simplesmente desapareceste. E agora? Como fica a EPM-CELP, como ficamos todos nós, especialmente os alunos, sem a tua presença ainda viva, irrequieta e irreverente, nestes corredores e salas da «casa amarela» que tu encheste, anos a fio, com a tua alegria, generosidade, entrega incansável e, na maioria das vezes, com propostas cativantemente inquietas que rompiam horizontes aos nossos alunos e também professores?

Foste exemplo para quase todos os estares e fazeres possíveis e necessários numa escola, onde tudo foste e fizeste, sem regatear esforços. A tua recompensa era a alegria visível nos alunos, com quem te misturavas de modo mágico.

O amarelo da nossa casa, da nossa EPM-CELP, tem e continuará a ter os tons com que pintavas o teu e nosso quotidiano. Irrepetível, mas inspirador.

Beijinhos e abraços nossos, Luísa Quaresma!

Comentários   

+2 #1 Inês Gomes 17-01-2019 12:00
Olá, Luísa!
Do (pouco) tempo que trabalhámos juntas, recordarei a tua boa disposição, a tua forma tão pragmática e entusiástica de trabalhar e agradeço, muito, as tuas palavras de reconhecimento pelo meu trabalho!

Desejo-te um caminho cheio de luz nesta tua outra viagem.

Descansa em paz!
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo