web imagem18aniv
A Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa vai completar, no próximo dia 24 de novembro, 18 anos de existência. Para festejar a data já agendámos um conjunto de atividades que se prolongará por três dias (23 a 25 de novembro), culminando na já tradicional Festa ao Ar Livre. Para celebrar a idade da “maioridade”, a EPM-CELP adotou o lema “Nós e um futuro sustentável”, em alusão clara à necessidade de educar para a sustentabilidade do nosso planeta e da vida humana.

Especialmente concebido para os pais e encarregados de educação, o Dia da Escola Aberta, que se realiza pelo segundo ano consecutivo, vai proporcionar experiências reais e genuínas de atividades escolares que, habitualmente, são desenvolvidas na nossa Escola. Ao “vivo e a cores”, na quinta-feira, 23 de novembro, primeiro dia do programa de comemoração da nossa data natalícia, os pais e encarregados de educação poderão participar, ao lado dos alunos, na construção e dramatização de histórias e contos na biblioteca, “meter as mãos na massa” na Oficina de Cerâmica, no Ateliê Artístico construir objetos variados a partir de material reciclado e, ainda, participar num concurso de teatro dinamizado pelos antigos alunos da nossa Escola. Enfim, oportunidades de descoberta e de interação social com crianças e jovens em ambiente escolar genuíno com a coordenação de vários professores.

Na sexta-feira, 24 de novembro, será lançada mais uma obra da EPM-CELP, esta com pertinência soberana pois trata-se da “História da Escola Portuguesa de Maputo, Cooperativa de Ensino (1986-1999)”, o estabelecimento de ensino que está na génese da nossa EPM-CELP. A autoria é de Teresa Paulo, nossa professora do Departamento de Línguas que, a par de muitos outros colegas ainda no ativo, lecionou na Escola Portuguesa de Maputo – Cooperativa de Ensino. Antes do lançamento do livro terá lugar a sessão solene de celebração do 18.º aniversário durante a qual serão distinguidos os alunos que se notabilizaram por mérito escolar no decorrer do ano letivo de 2016/2017.

Por fim, no sábado, 25 de novembro, ocorrerá a tradicional Festa ao Ar Livre com uma aposta forte no entretenimento e na promoção da cultura, com mostra e fruição de muitos produtos artesanais, desde a gastronomia e doçaria até ao colar de missangas, passando pela utilização das capulanas para diversos fins.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo