web parlamentojovens 26jan16
Os alunos Àliyah Bhikha e Daniel Bernardo, ambos do nono ano, são os dois jovens “deputados” eleitos para representar a EPM-CELP no Parlamento dos Jovens, cuja 20.ª edição versa o tema “Racismo, Preconceito, Discriminação”. A Sessão Escolar da nossa Escola decorreu ontem (25 de janeiro) e prolongou-se por sete horas e meia, com início às 10h30, no Auditório Carlos Paredes.

A Mesa da Assembleia da Sessão Escolar foi presidida por João Paulo Videira, docente do Departamento de Línguas, coadjuvado pelo vice-presidente e deputado, o aluno Welington Mungói, e secretariado pela também aluna deputada Irene Silva. A eleição dos dois deputados resultou da votação entre os pares presentes na Sessão Escolar, por voto secreto e fechado em urna. O plenário também aprovou o Projeto de Recomendação da EPM-CELP, contendo três medidas, por votação dos 23 deputados das três listas com assento parlamentar, na sequência do debate e negociação das ideias apresentadas a escrutínio pelos participantes. Estas medidas serão apresentadas na Assembleia da República de Portugal caso a EPM-CELP seja apurada para a Sessão Nacional.

Deputados da EPM-CELP
web alira9A web daniel9B
Àliyah Bhikha Daniel Bernardo

As três medidas do Projeto de Recomendação da EPM-CELP aprovadas na Sessão Escolar são as seguintes:

“Semanas de cultura nas escolas”
que visa a implementação de períodos de animação multicultural durante os quais toda a comunidade escolar terá oportunidade de conhecer as mais variadas tradições coexistentes no meio escolar.
“Projetos nas empresas e ajuda aos mais necessitados” que prevê a organização de eventos envolvendo as pessoas discriminadas e as discriminadoras no sentido de a aquisição de atitudes de tolerância e respeito por todos.
“Implementação da Assembleia dos Jovens Pensadores durante as aulas de Educação para a Cidadania” é uma medida cujo objetivo é formar cidadãos humildes e respeitadores das opiniões do próximo e das diferenças culturais e sociais.

A Sessão Escolar contou com as presenças do cônsul-geral de Portugal em Moçambique, Gonçalo Teles Gomes, da directora da EPM-CELP, Dina Trigo Mira, e do subdiretor Francisco Carvalho, para além dos professores acompanhantes das turmas do nono ano presentes na “galeria”.

Os resultados apurados na Sessão Escolar da EPM-CELP serão enviados para a Assembleia da República de Portugal para avaliação do nosso projeto de resolução, acompanhado do relatório do professor responsável e do número de listas concorrentes. Após este escrutínio do conjunto de escolas do círculo Fora da Europa será escolhido um estabelecimento de ensino para estar presente na Sessão Nacional e defender as suas medidas na Assembleia da República, nos dias 2 e 3 de maio próximo.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo