O sistema é simples e consiste na entrega dos manuais escolares adotados mas em desuso para o ano letivo em curso e, em troca, receberem os que são necessários, de acordo com a disponibilidade do Banco do Livro Escolar.

O livro usado será considerado em bom estado de conservação, mesmo que os sublinhados ou os pequenos apontamentos revelem que por ali andaram os olhos e o pensamento de um qualquer estudante.

A reutilização do livro escolar é uma prática instituída em muitas escolas com o objectivo de aliviar o orçamento das famílias no que às despesas com a educação diz respeito, designadamente com a aquisição dos manuais escolares. Se, outrora, os manuais escolares passavam de geração para geração como se de uma herança se tratasse, atualmente, com as alterações de currículos e com a produção massiva e concorrencial de manuais, as escolas vêem-se forçadas a constantes readaptações e adoções, o que faz com que os materiais fiquem rapidamente desajustados.

Para além de acautelar aspectos económicos que, por vezes, levam ao dispêndio de quantias avultadas de dinheiro, o Banco do Livro Escolar exerce também uma acção cívica, pedagógica e ecológica, mostrando que é possível reduzir o consumo, reutilizar um bem, assim como proteger e defender o ambiente.

Informações sobre o Banco do Livro Escolar da EPM-CELP poderão ser obtidas junto dos diretores de turma.


Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo