web matilda1
O desenho de Matilde Silva, aluna da Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP), recebeu uma menção honrosa no concurso sobre os Direitos Humanos, “Kids4HumanRights”, promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU). Os resultados foram revelados anteontem, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

A frequentar o sétimo ano do ensino básico e com 11 anos, Matilde Silva logrou colocar a sua obra na lista das 23 distinguidas do tema dois - “Um Defensor dos Direitos Humanos” - e entre as 61 das 17 mil concorrentes. Embora o referido tema consistisse em desenhar uma personalidade que representasse a luta pelos direitos humanos, “eu fiz quatro e no fundo pintei o Monte Rushmore, que mostra igualmente o comprometimento dos Estados Unidos da América (EUA) na valorização dos direitos humanos”, contou a autora da obra.

web matilde.silva1 nov18Com um desenho que explora rostos e lugares históricos, a nossa estudante levou ao certame um trabalho que valoriza, através da união da técnica do esboço com grafite a cores diversas, os contributos de Eleanor Roosevelt, a ex-primeira-dama dos EUA de 1933 a 1945; Martin Luther King, pastor protestante e ativista político norte-americano; Mahatma Ghandi, idealizador e fundador do moderno estado indiano e o maior defensor do “Satyagraha” como um meio de revolução, e Nelson Mandela, advogado, líder rebelde e presidente da África do Sul de 1994 a 1999, todos eles envolvidos na luta contra todo o tipo de marginalização, vincado pela ONU em 1948.

O concurso “Kids4HumanRights, organizado pelo Serviço de Informação da ONU em Genebra, pela Fundação Gabarron e pelo Gabinete do Alto Comissariado para os Direitos Humanos no âmbito das comemorações do 70.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, gerou mais de 17 mil inscrições de crianças de todo o mundo que, através do lápis e cores diversas, expressaram as suas visões sobre os direitos humanos e o compromisso de alguns líderes para a sua defesa.

O júri internacional que avaliou os trabalhos foi presidido pelo artista espanhol Cristóbal Gabarrón; a cartunista sírio-palestino que venceu o Prémio Internacional Caricaturista 2014 atribuído pela “Cartooning for Peace”, Kate Gilmore; a subcomissária de Direitos Humanos da ONU, Susanna Griso, o jornalista espanhol e apresentador de televisão (Espejo Público Antena 3 TV), Tomas Paredes e pelo enviado especial do secretário-geral da ONU para a juventude, Jayathma Wickramanayake, entre outros.

Matilde Silva é estreante em concursos de desenho e quando a sua obra acedeu à semifinal da competição ficou exposta no Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia, em Espanha.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo