A final, realizada no pavilhão do Campus da Universidade Eduardo Mondlane, começou melhor para os rapazes do GD Iquebal, que, rapidamente, lograram dois golos de vantagem, mercê de um maior voluntarismo na defesa e mais clareza nas trajetórias ofensivas. Quando "entrou" no jogo, porém, a EPM-CELP conseguiu travar o ímpeto adversário e, até ao descanso, conseguiu reduzir para 2-1, mas permitindo ainda ao adversário a marcação de mais um golo. Na segunda parte repetiu-se o cenário, com o GD Iquebal a entrar mais forte e a segurar o marcador em 3-1, mas, uma vez mais, a "portuguesa" foi atrás do "prejuízo" e atingiu a igualdade no marcador com que terminou o tempo regulamentar, desperdiçando mesmo duas oportunidades flagrantes de ganhar vantagem no marcador e, possivelmente, atingir a viória nos minutos finais do encontro. Nas grandes penalidades, a EPM-CELP foi mais feliz e confiante, com destaque para a exibição do seu guarda-redes suplente, que defendeu duas tentativas do adversário.

A EPM-CELP mantém-se, assim, na ribalta do futsal da cidade de Maputo, renovando o título conquistado na última temporada desportiva.

{phocagallery view=category|categoryid=22|limitstart=0|limitcount=0}

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo