Trata-se de uma obra independente dirigida por Franny Armstrong e produzida por John Battsek (premiado em “Um Dia em Setembro), que pretende chamar a atenção para as mudanças climáticas, a política e a guerra, o consumismo e a gestão das reservas de petróleo. Na próxima segunda-feira (dia 21) será exibido em mais de 700 salas de cinema em 55 países, integrado na campanha mundial "tcktcktck".

“The Age of Stupid” é um híbrido associado ao drama, documentário e animação que relata a história da sobrevivência de um homem, em 2055, num mundo devastado pela acção destruidora dos dirigentes políticos. Pete Postlethwaite interpreta o personagem principal que, perante a angustiante e desértica realidade, pergunta a si próprio porque nada fizera em 2008 para evitar a catástrofe. O filme tem música dos Radiohead, Depeche Mode e Boots Are Made For Walking.

A projecção do filme está integrada na jornada mundial “The Global Climate Wake Up Call”, marcada para a próxima segunda-feira (21 de Setembro) em mais de duas mil localidades do Mundo. As cidades moçambicanas de Maputo (dia 22 no Teatro Avenida, às 18 horas) e da Beira (dia 21, atrás da Igreja de São Benedito da Manga, às 22 horas) também estão associadas a esta campanha apelidada de “TicTac”, que ilustra a contagem decrescente para a cimeira de Copenhaga, onde, dentro de 79 dias, os lideres das maiores potências do Mundo deverão assumir compromissos em torno da defesa do Ambiente.

As projecções no Auditório Carlos Paredes, facilitadas pela organização moçambicana Justiça Ambiental, estão marcadas para as 8:40 e 10:10 horas, no dia 23 e para as 13:55 e 15:25 horas no dia seguinte, integrando-se nas actividades curriculares de algumas turmas do oitavo ano e do ensino secundário.

Mais informações
The Age of Stupid
Global Climate Wake Up Call
Campanha tcktcktck

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo