web marmequer1 mar19
O grupo moçambicano de teatro Girassol apresentou no Auditório Carlos Paredes da EPM-CELP, no passado dia 22 de março, a peça “Mar Me Quer”, adaptado do livro com o mesmo nome do escritor Mia Couto. A sessão, que consistiu na dramatização da história abordada em ambiente de sala de aula por alunos do oitavo ano do ensino básico, foi dinamizada por Sandra Cosme e Faira Semá, professoras da disciplina de Português.

A peça, pautada por um clima de amor e deceções, narra a história de Zeca Perpétuo e Dona Luarmina que vivem momentos conturbados de afeto, rejeição, descobertas e luto, numa aldeia localizada perto do mar, algures em Moçambique. O objetivo da experiência, segundo contou Faira Semá, foi apresentar aos alunos através da encenação uma história sobejamente conhecida por eles, “contextualizando o currículo e recorrendo a outras formas de aprendizagem”, revelou a professora, para quem é importante dar a ler obras de autores moçambicanas como forma de os estudantes conhecerem a realidade circundante.

Em relação ao ajuste da narrativa do livro ao palco, para o mesmo objetivo pedagógico, Faira Semá referiu que há sempre alguma dificuldade na interpretação de algumas obras, “mas nós fizemos um trabalho de leitura, expressão oral e avaliação na expressão escrita, em contexto de sala de aula para que estivéssemos preparados para a interpretação desta obra noutro registo, neste caso o teatro”, disse a docente que acredita ser benéfica essa mudança de lugar e de contexto para transmitir o mesmo conhecimento.

A peça teatral “Mar Me Quer” foi adaptada pelo ator Joaquim Matavel, com o qual os alunos do oitavo ano da nossa Escola interagiram sobre a vida e o teatro no final da sessão.
web marmequer2 mar19

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo