web teatro.grimm1 dez18
Alunos da turma C do oitavo ano da opção de teatro do ensino básico levaram ao palco do Auditório Carlos Paredes, anteontem, uma dramatização inspirada no livro "O Último Grimm", do escritor português Álvaro Magalhães. O exercício, criado em contexto de sala de aula com orientação do professor de teatro Rogério Manjate, baseou-se na apropriação técnica e afetiva de excertos da referida obra, estudada integralmente na disciplina de Português com a professora Sandra Cosme, durante o primeiro período escolar que agora termina.

No desenvolvimento do trabalho criativo, os alunos selecionaram as passagens preferidas do livro e recriaram-nas para a apresentação dramática. Do outro lado, na plateia, o público foi surpreendido pela dinâmica e originalidade dos personagens Princesa Eritreia, o Gato da Botas – sem botas –, a Rainha de Copas, o “abrupto” Ciclope e, naturalmente, William Grimm, “aquele que vê”, desdobrado em múltiplos atores que encarnaram o protagonista da obra.

O fim da história, tal como no livro, ficou em aberto e deixou o público curioso, à espera do seu epílogo. De acordo com Sandra Cosme, o ator e professor de teatro Rogério Manjate e os alunos do “8.º C” lograram no palco momentos de qualidade única e construir um espetáculo “que resultou, de forma muito criativa, na apresentação de um corpo orgânico, coerente e envolvente, com muito ritmo e muita vida, que prendeu e surpreendeu a plateia”.

No fim do evento, numa sessão de perguntas e respostas, alunos do sétimo ano que também estudaram a obra de Álvaro Magalhães e técnicas teatrais, apresentaram questões e esclareceram dúvidas sobre a construção da peça dramática acabada de ser representada. Foi visível o encanto de todos e o desejo de ler o livro, bem como de fazer teatro.

Como prometido à plateia, o trabalho de dramatização terá a sua continuidade durante a “Semana da Leitura”, em 2019.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo