web rogerio.manjate dealer
O ator Rogério Manjate interpretou o monólogo “O Dealer” no Auditório Carlos Paredes em exclusivo para alunos da Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) no passado dia 12, integrando a iniciativa “A Filosofia e o teatro”.

O evento, dirigido aos alunos dos 10.º e 11.º anos do ensino secundário e dinamizado pelo grupo disciplinar de Filosofia/Psicologia, visou promover a reflexão sobre a experiência humana de um ponto de vista filosófico e psicológico. Sandra Macedo, professora de Filosofia da EPM-CELP, esclareceu que o objetivo foi “mostrar que a filosofia faz parte da vida, brota da natureza humana, dela parte e a ela volta”.

“É preciso encarar o teatro como ponto de entrada para o questionamento, para a aprendizagem, para a busca de conhecimento e para a filosofia”, declarou Rogério Manjate, cuja interpretação da peça “O Dealer” pretendeu estabelecer a ligação entre a filosofia e o teatro. Esta peça é uma dramatização do ator moçambicano construída a partir da obra “Na solidão dos campos de algodão”, de Bernard-Marie Koltès. No final das duas sessões de dramatização (manhã e tarde), os alunos participaram num debate conjunto sobre a peça “O Dealer”, envolvendo também os professores e o próprio Rogério Manjate.

Rogério Manjate fez um balanço positivo dos dois espetáculos (manhã e tarde) oferecidos aos alunos, durante os quais “cada um entendeu à sua forma e pôde mudar a perceção com o avançar do tempo”, acrescentando que a iniciativa cumpriu os objetivos inicialmente definidos “como provocação para instigar ao questionamento do próprio espetador”, afirmou.
web rogerio.manjate dealer1

Comentar


Código de segurança
Atualizar

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo