web cancro.mama1 02NOV19
A Associação de Estudantes (AE) da Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) reuniu-se, na passada quarta-feira (30out19), com alunos e professores da nossa Escola para juntos homenagearem a capacidade de luta e a coragem na superação da doença demonstradas pelas mulheres vítima do cancro da mama. A iniciativa, Outubro Rosa, foi desenvolvida em vários recantos da nossa Escola e traduziu-se na distribuição de fitas que caraterizam solidariedade para com as padecentes, destacando a importância da prevenção.


Desenvolvida sob o lema “Nós Somos Rosa”, a atividade foi dinamizada em coordenação com os alunos do terceiro ciclo do ensino básico e do ensino secundário. De acordo com Débora Queimada, presidente da AE, “o foco foi mostrar que o cancro da mama é uma doença que tem vindo a tirar a vida de muitas mulheres pelo mundo, seja jovem, adulta ou até mesmo idosa. É uma causa que merece a nossa atenção e solidariedade para juntos lutarmos contra este problema. Hoje representamos e homenageamos todas as vítimas do cancro da mama e mostramos que nunca estarão sozinhas nesta luta”, explicou.

Em Moçambique, o Ministério da Saúde estima que pelo menos 25.500 pessoas sofrem de diferentes tipos de cancro, cuja forma de tratamento, na sua grande maioria, é a quimioterapia. Os dados apontam que a doença mata cerca de 17 mil pessoas anualmente no país.
web cancro.mama2 02NOV19

jornalarte quad

pontalingua quad

Logo UPA

despesc

Topo