web reabilita.gaiato jun19
Duas dezenas de alunos do “9.ºB” do ensino básico da EPM-CELP concluíram, na última segunda-feira (3 de junho), a onda de solidariedade que já “surfavam” há um mês. Com 14 mil meticais, arrecadado nas duas feiras gastronómicas promovidas no Pátio das Laranjeiras, a turma adquiriu tintas e pintou o Parque Infantil da Casa do Gaiato, no município de Boane, restaurando sonhos e sorrisos das crianças.


A iniciativa foi desenvolvida no âmbito das atividades de Educação para a Cidadania, foi coordenada por Mónica Oliveira, diretora de turma, e teve início a 3 de maio passado. Segundo Luísa Jeque, uma das representantes da turma, a realização das feiras gastronómicas foi segunda escolha porque a primeira consistia na arrecadação de fundos através de patrocínios. Porém, devido à demora nas repostas, a turma encontrou outras formas de capitalizar recursos para voluntariar o gesto de generosidade.

Do plano à ação, cada aluno responsabilizou-se pela preparação de um prato e, assim, contribuir para a oferta alargada de produtos diversos, desde sumos, refrescos, bolos, brigadeiros, “cupcakes”, minipizzas, salgados e muito mais, expostos, durante dois dias, para toda a comunidade educativa da EPM-CELP. Das vendas, conseguiram 14 mil meticais que hoje os deixa orgulhosos e cientes do valor que conferem ao companheirismo e à amizade.

“Como gostamos de ajudar, ver os outros felizes, decidimos dar o que as crianças da Casa do Gaiato mais precisam num dia especial: um parque colorido, com cores de esperança e sonhos. Na hora, sentimo-nos todos felizes, pois nenhuma criança conseguia conter tamanha satisfação” contou Luísa Jeque, para quem a reabilitação vai estimular aprendizagens e brincadeiras diversas entre os petizes daquele lar. Edileusa Mutemba, da mesma turma, sublinhou que nada é tão forte do que pessoas unidas. “É certo que, no próximo ano letivo, os membros da nossa turma estarão dispersos, cada um a seguir a sua área. Mas sugiro que cada um, na área em que estiver, inspire os seus futuros colegas a continuarem a seguir esta corrente de solidariedade”, declarou a aluna.

Para além de pintarem o parque infantil, os alunos da EPM-CELP visitaram as instalações da Casa do Gaiato e aprenderam muito sobre os animais e as plantas, realizaram uma partida de futebol e, à tarde, juntaram-se para um momento de confraternização com as crianças do centro.

De referir que parte da tinta usada foi oferecida pela Neuce, empresa do grupo europeu fabricante de tintas, vernizes e revestimentos.

jornalarte quad

pontalingua quad

letraletra quad

despesc

Topo