web mabuko 28nov19
Como acontece todos os anos, após o encerramento do ano letivo nas escolas do sistema de ensino de Moçambique que está em curso, o projeto “Mabuko Ya Hina”(Os Nossos Livros) deu início, ontem, ao processo de verificação e rotação das Maletas de Leitura, um dos recursos disponibilizados às escolas. Desta vez, a primeira escola a ser visitada foi a Escola Comunitária 4 de Outubro.

Em 2019, as escolas abrangidas por este processo pertencem ao grupo “Mabuko Ya Hina I”, - EC Polana Caniço B; EC Maxaquene D; EC Amizade Sem Fronteiras; EC rainha da Paz; EC 4 de Outubro; EPC Unidade 25; EPC Maguiguana; EPC Matchik Tchik; EPC 4 de Outubro e EPC Polana Caniço B –, ou seja, o primeiro conjunto de 10 Maletas de Leitura criadas pela Rede de Bibliotecas Escolares de Portugal.

As Maletas de Leitura estão numeradas de um a dez, procedendo-se à sua rotação de dois em dois anos. Assim, as Maletas de Leitura circulam entre as 10 escolas do grupo, de modo a que as comunidades escolares recebam, em cada biénio, uma nova biblioteca móvel, com acervo diferente. Cada uma das Maletas de Leitura possui entre 160 a 200 livros de diversas áreas temáticas; o “Diário da Maleta”, onde são registadas as entradas e saídas dos livros e as atividades dinamizadas com os mesmos, uma pasta com os documentos relativos ao funcionamento da Maleta de Leitura – projeto; regulamento interno; lista do acervo e fichas modelo para a planificação trimestral das atividades.

Nas escolas que integram o Projeto “Mabuko Ya Hina”, as Maletas de Leitura estão sob a responsabilidade do diretor-geral, do diretor Pedagógico e de dois professores com quem a equipa da Escola Portuguesa de Moçambique-Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM- CELP) articula ao nível das ações inerentes à gestão e dinamização do projeto. É, portanto, com os professores responsáveis pelas Maletas de Leitura que a equipa do projeto “Mabuko Ya Hina” da EPM- CELP faz a verificação e a rotação das mesmas.

Aquando o processo de rotação, as Maletas de Leitura são enriquecidas com publicações da EPM-CELP para, por um lado, colmatar eventuais perdas de livros e, por outro, promover a leitura mediante a oferta de novos livros.

O projeto “Mabu8ko Ya Hina” pretende terminar este processo até à abertura do ano letivo do calendário escolar moçambicano, para que os alunos iniciem as atividades escolares encarando as Maletas de Leitura como recursos disponíveis e fundamentais para o desenvolvimento das competências nas diferentes áreas do saber.

jornalarte quad

pontalingua quad

Logo UPA

despesc

Topo