web mabuko.ilha
O projeto “Mabuko Ya Hina”, coordenado pela Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP), participou, entre 6 e 8 de novembro, numa visita de trabalho à Ilha de Moçambique. Ana Albasini e Isabel Mota procederam ao reconhecimento da realidade local para elaboração de um plano de intervenção nas bibliotecas públicas distrital e municipal no âmbito da terceira edição do “Cluster” da Ilha de Moçambique.

web mabuko.ilha2Dos trabalhos fez parte uma reunião com o presidente do Conselho Municipal da Ilha de Moçambique, com o diretor do Serviço Distrital, com o vereador dos Assuntos Sociais e Religiosos e com docentes e técnicos bibliotecários locais. Neste encontro participaram os membros da equipa da EPM-CELP, Patrícia Pincarilho, conselheira para a cooperação da Embaixada de Portugal em Moçambique, e Vasco Ribeiro, técnico residente do Camões – Centro Cultural Português em Maputo, que propuseram a reorganização dos espaços das bibliotecas e a formação de docentes e técnicos nas áreas da gestão e dinamização de acervos.

O projeto “Cluster” da Ilha de Moçambique” teve início em 2012 e, até então, contou com duas fases interventivas, sendo que a terceira está prevista para 2020, com a duração de dois anos. Dentre os diversos objetivos, destacam-se a contribuição para o desenvolvimento integrado e sustentado da Ilha de Moçambique; a promoção da qualidade de ensino da população daquela parcela do norte de Moçambique, desde o nível pré-escolar até ao universitário, bem como contribuir para o desenvolvimento e fortalecimento de uma sociedade plural com igual acesso a oportunidades, com sistemas e instituições capazes de criar um ambiente favorável de modo a empoderar as comunidades locais.

Ana Albasini e Isabel Mota descolocaram-se à Ilha de Moçambique a convite do Camões – Centro Cultural Português em Maputo.

jornalarte quad

pontalingua quad

Logo UPA

despesc

Topo