Na sequência da declaração do estado de emergência em Moçambique a Comissão Administrativa Provisória da EPM-CELP emitiu o seguinte comunicado oficial sobre o início do próximo ano letivo de 2020/2021.

“Estimados Pais e Encarregados de Educação,
No seguimento da última comunicação de Sua Excelência o Presidente da República de Moçambique e da publicação do Decreto Presidencial nº 23/2020, de 5 de Agosto, que declarou o estado de emergência em todo o território nacional com a duração de 30 dias, a Escola Portuguesa de Moçambique - Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) solicitou às entidades competentes a obtenção de autorização para iniciar o próximo ano letivo de 2020/2021 faseadamente e em regime semipresencial, a partir do dia 1 de setembro de 2020. Assim que tenhamos alguma informação, divulgaremos o calendário faseado de abertura do ano letivo.

Neste momento a EPM-CELP está a desenhar várias possibilidades de abertura do ano, tendo em conta o que for autorizado e também a chegada dos novos docentes que só têm voo em início de setembro.

Caso tenhamos necessidade de iniciar o ano em ensino a distância (E@D), iremos adaptar o método anteriormente adotado, isto é, as aulas serão essencialmente síncronas.

A situação em que todos nos encontramos exige ponderação e alguma tranquilidade.

Com os melhores cumprimentos."

jornalarte quad

pontalingua quad

Logo UPA

despesc

Topo